[RESENHA] O Espelho de Cassandra

03:30 1 Comments A+ a-


O ESPELHO DE CASSANDRA
Autor: Bernard Werber
ISBN: 9788528616873
Editora: Bertrand Brasil

- cedido pela editora -

SKOOB | Compre no SUBMARINO
Cassandra Katzenberg, de 17 anos, nunca teve uma vida normal. Sem lembranças de sua existência até os 13 anos, quando seus pais faleceram em um atentado no Egito, a jovem é considerada excêntrica, até mesmo louca, por todos à sua volta. Principalmente após começar a ter visões do futuro, tal qual sua homônima da mitologia grega, prevendo grandes tragédias para a humanidade com uma assustadora riqueza de detalhes. Determinada a recomeçar sua vida em outro lugar, a jovem Cassandra Katzenberg foge da escola onde estudava, levando consigo um misterioso relógio que calcula sua probabilidade de morrer dentro de cinco segundos. Na fuga, encontra uma aldeia onde pessoas banidas da sociedade vivem em um verdadeiro Estado livre e independente. É ali que suas premonições finalmente serão ouvidas, e encontrará aliados com os quais poderá contar na tentativa de salvar o mundo das tragédias iminentes que somente ela tem conhecimento.
Cassandra Katzenberg é uma adolescente de 17 anos nada normal, primeiro pelo fato de não se lembrar de nada da sua vida antes dos treze anos, quando seus pais faleceram em um atentado e segundo por ter visões de fatos do futuro; sendo mais específica, ela é capaz de visualizar atentados terroristas. Devido a isso, ela é considerada meio louca pelas pessoas que a conhecem, que com certeza não iriam acreditar tão facilmente que ela seria capaz de prever o futuro.
Um dia, o deus Apolo desceu ao templo dedicado ao seu próprio culto. Viu Cassandra. "Esta jovem me agrada. Vou oferecer-lhe um com, o mais extraordinário de todos, o dom da clarividência; ela verá o futuro." Apolo passou então um dedo sob o queixo da menina. "Não me agradeça por enquanto. Quando crescer, poderá fazê-lo da maneira que eu indicar.
Ela foge da Escola e decide viver em outro lugar, onde as pessoas não a julguem e onde ela possa ter paz para recomeçar sua vida e tentar remontar os fatos de seu passado que permanecem em branco. Ela leva consigo um tipo de relógio que é capaz de calcular a sua probabilidade de morrer dentro de cinco segundos. 
Um dia, como prometera, Apolo foi buscar sua recompensa. "Agora chegou a hora de mostrar sua gratidão para com teu deus." Mas a jovem recusou-se a ele. Já pensou? Uma simples mortal rechaçando as investidas do seu deus. Apolo não ficou nada satisfeito. Que ingrata!
Cassandra fica mudando de lugar em lugar até que encontra Redenção, uma espécie de aldeia que fica em um lixão de Paris, nesse lugar estão as pessoas banidas da sociedade, que ali vivem livres e independentes e nesse lugar especial as pessoas passam a acreditar nas visões de Cassandra e se unir para tentar salvar o mundo de grandes tragédias. Em Redenção as pessoas são tão excêntricas quanto Cassandra e donos de uma sabedoria e complexidade que ela realmente se encontra. 
Mas o deus da Beleza mostrou-se magnânimo. "Eu não sou rancoroso. Não vou tomar de volta o que lhe dei. Em vez de retirar o dom que tive a leviandade de lhe dar, vou acrescentar um outro: quando você falar, ninguém vai acreditar."
O Espelho de Cassandra é de certa forma um livro complexo. Bernard mistura um pouco de tudo; acredito que ele tentou enfiar muita informação em um livro só, justamente por isso ele tem tantas páginas. Esse fato de misturar tantas coisas acabou deixando o livro um pouco arrastado, é tudo muito parecido e repetitivo. 
E para selar a maldição, cuspiu dentro da sua boca.
O fato do livro ser arrastado só é apagado pelo fato da narrativa de Bernard, alternada entre primeira e terceira pessoa, ser espetacular, então você sempre fica curioso para terminar de ler e ver o que vai acontecer no enredo. 

Acredito que eu considere essa obra como algo de fato excepcional, Bernard faz uso de várias críticas sociais e nos apresenta um enredo bem inteligente e realista quando aborda a essência do ser humano. Cassandra é uma personagem fantástica que se agarra ao leitor e não solta mais, durante a leitura eu ficava desesperada para que ela descobrisse as coisas do seu passado e as respostas que ela tanto queria. 

Enfim, só tenho a dizer o quanto me surpreendi com o trabalho de Bernard; eu ainda não conhecia nada do autor e apesar do enredo demasiado extenso e por vezes cansativo (por isso digo de antemão que deve ser um livro apreciado com moderação), o livro é inteligente, instigante, complexo e viciante. Os personagens apresentados foram muito bem construídos pelo autor e como eu disse Cassandra é uma personagem marcante. 

Não se assustem com o tamanho do livro (por volta de 600 páginas), tirem um tempo para conhecer essa magnifica obra. A capa é maravilhosa e a editora como sempre apresentou uma revisão impecável.


1 comentários:

Write comentários
Unknown
AUTHOR
4 de julho de 2015 16:40 delete

Vi esse livro em um post de lançamentos da editora e fiquei bem interessado. Fiquei curioso por causa desse tal relógio e por todo o resto do enredo. Só que eu não gosto de livros arrastados...

Reply
avatar

Obrigado por comentar!