[RESENHA] Caixa de Pássaros

10:49 7 Comments A+ a-


CAIXA DE PÁSSAROS
Autor: Josh Malerman
ISBN: 9788580576528
Editora: Intrínseca

SKOOB | Compre na SARAIVA
Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.
“Um livro que deve ser lido só uma vez. Ninguém havia escrito uma história de terror como essa antes”. Assim é a epígrafe indireta, que vem impressa na capa do livro CAIXA DE PÁSSAROS, de Josh Malerman. Bom, como todo rato de livraria e fã de Stephen King, eu rapidamente me animei com a possibilidade de passar horas arrepiantes em companhia deste livro recém lançado pela editora Intrínseca. 

À primeira vista, a trama lembrou-me vagamente o livro Contos de terror do Tio Montague, lançado há alguns anos por outra editora. Entretanto, trinta páginas depois, essa impressão dissolvia-se em meio aos milhões de pensamentos para as possibilidades dessa história tão intensa. 

Trata-se de um thriller psicológico bem aterrorizante, que tem como tema principal o MEDO, na sua forma mais intensa. Nele, temos a história de Malorie, uma jovem que faz até o impossível para tomar conta de seus dois filhos. Aliás, um comentário pessoal sobre este personagem: ela foi tão bem caracterizada, que o leitor chega a sentir-se dentro de sua pele, vivenciando seus medos e seu sofrimento. 

O cenário dessa história toda? Um mundo caótico, onde criaturas espalhadas por todos os cantos, só de serem avistadas, levam qualquer um à insanidade. 
Na calçada, um casal passa com o jornal cobrindo o rosto até as têmporas. 
Malorie, no início, julga que sua irmã Shannon é uma mulher ingênua, que se deixa levar pelas notícias (até então desacreditadas). Depois, quando a realidade bate a sua porta, a protagonista também acaba se rendendo ao pânico que toma conta de todos ao seu redor. 
Alguns motoristas dirigem com os retrovisores virados para cima. Distante, Malorie se pergunta se aqueles são sinais de que a sociedade está começando a acreditar que há algo de errado. E se houver, o que é?
O livro é todo narrado em terceira pessoa, intercalando passado e futuro o tempo todo. Isso, no entanto, não afeta em nada a compreensão do leitor e sua admiração e seu fôlego para continuar a leitura. Essa “estratégia” do autor torna a leitura um tanto claustrofóbica, mas contagiante. 
Remar vendada é ainda mais difícil do que Malorie havia imaginado. Já aconteceu de muitas vezes o barco bater nas margens e ficar preso por vários minutos. Durante esse tempo, ela foi tomada por imagens de mãos invisíveis tirando as vendas dos olhos das crianças. Dedos emergindo da água, surgindo da lama das margens. 
Um ponto negativo? Também encontrei. A maioria das perguntas que ficam no ar durante toda a narrativa não são respondidas. Fica óbvio que isso é proposital, mas, a meu ver, prejudicou um pouco o final da trama. 
Um homem no fim do corredor abre uma caixa de curativos. Então põe um deles sobre o olho.
Enfim, siga o conselho que o próprio autor nos dá: não leia este livro de noite e só o leia uma vez. O terror lhe fará companhia!


7 comentários

Write comentários
19 de fevereiro de 2015 02:42 delete

quando uma história é bem escrita causa essa sensação boa, de completude, mesmo com as suas ressalvas senti que vc se envolveu com a leitura e isso fica expresso nas suas palavras para descrevê-lo!
parabéns e obrigada pela dica!
http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Ana Paula
AUTHOR
19 de fevereiro de 2015 05:07 delete

Oi Henrique!

Capaz mesmo, nem filme de terror eu assisto a noite! kkkkkkk

Mas olha, adorei a resenha e fiquei mega curiosa qto ao livro, claro que vou colocá-lo na minha lista de desejados!

Bjo bjo^^

Reply
avatar
Unknown
AUTHOR
20 de fevereiro de 2015 08:13 delete

Oi Rafael!
Acho que eu ficaria uma semana sem dormir depois de um livro desse, ler a noite nem pensar kkk
A história parece ser ótima, só falta coragem para eu ler, gostei bastante da capa.
Bjs

Reply
avatar
Unknown
AUTHOR
21 de fevereiro de 2015 08:39 delete

Muito bom mesmo. Adorei o livro

Reply
avatar
23 de fevereiro de 2015 04:34 delete

Poxa vida, Rafael.
Muito legal encontrar alguém que gostou tanto quanto eu desse livro maravilhoso, embora eu, diferentemente, tenha gostado do final aberto. [Gosto dessa ideia, sabe? Imagina só: centenas, milhares (milhões, quiçá) de leitores e um final e respostas diferentes, mesmo que similares, para cada um deles.] Enfim, preciso ressaltar que gostei muito da sua resenha: gostosa de ler, aborda os pontos principais e deixa clara sua opinião quanto ao mesmo. Obrigado.

E como há braços, abraços.
Caleb Henrique - Viajante Literário

Reply
avatar
27 de fevereiro de 2015 03:54 delete

Ei Rafael, adorei a sinopse do livro. Sua resenha me deixou muito curiosa com a história. Não conhecia o livro ainda, e apesar de ter medo desses tipos de livro, quero muito ler (cadê lógica né). Com certeza vou procurar saber mais da história, beijos.
Gabi, www.reinodaloucura.blogspot.com.br

Reply
avatar
Helena Dias
AUTHOR
3 de novembro de 2015 05:04 delete

Eu gostei muito do começo e meio desse livro, mas o final achei uma morte horrível. Odiei. Ao contrário do que já li em alguns blogs, não achei um final aberto. Na verdade, achei que foi um final sem final. A meu ver, o autor se perdeu no que estava escrevendo, resultando nesse final ruim demais. Talvez, seja o que você diz na resenha: tantas perguntas em aberto de forma proposital podem colaborado para um final ruim e sem sentido.
Mas, tirando o desfecho brochante, eu até que curtir a leitura. Enfim, é só a minha opinião! Rsrs

Adorei a resenha e a sua opinião. Foi muito bem explicadinha!! Parabéns!!
Beijos.
Café com Livro

Reply
avatar

Obrigado por comentar!