[RESENHA] Estilhaça-me

06:02 7 Comments A+ a-


ESTILHAÇA-ME
Autora: Tahereh Mafi
ISBN: 9788563219909
Editora: Novo Conceito
Shatter Me #1

- cedido em parceria com a editora -

SKOOB | Compre na SARAIVA

Juliette nunca se sentiu como uma pessoa normal. Nunca foi como as outras meninas de sua idade. O motivo: ela não podia tocar ninguém. Seu toque era capaz de ferir e até matar. Durante anos, Juliette feriu e, segundo seus pais, arruinou o que estava à sua volta com um simples toque, o que a levou a ser presa numa cela. Todo dia era escuro e igual para Juliette até a chegada de um companheiro de cela, Adam. Dentro do cubículo escuro, Juliette não tinha notícias do mundo lá fora. Adam ia atualizando-a de tudo. Juliette não entendeu bem o que estava acontecendo quando foi retirada daquela cela e supostamente libertada, ao lado de Adam, e se vê em uma encruzilhada, com a possibilidade de retomar sua vida, mas por caminhos tortuosos e totalmente desconhecidos. 

Juliette está em uma cela há 264 dias, mas seu aprisionamento existiu desde sempre; seus pais nunca a aceitaram, ela nunca teve amigos ou uma vida social digna. Com 17 anos, presa numa cela escura, sem companhia, tudo o que lhe resta é escrever num caderninho velho que ela mantêm consigo. Ali, sozinha, a mente dela é tão bagunçada quanto o mundo em que ela vive. 

Estávamos nos matando na tentativa de permanecermos vivos. O tempo, as plantas e a sobrevivência humana são indissociáveis. Os elementos naturais estavam em guerra uns com os outros porque abusávamos de tudo. Abusávamos de nossa atmosfera. Abusávamos de nossos animais. Abusávamos de nosso semelhante.
As coisas mudam quando Juliette ganha um companheiro de cela: Adam. Juliette, mesmo que anseie por conversar com alguém, preferiria que o garoto não estivesse ali. Ela fica desesperada e com medo de machucar Adam, imaginando se aquilo tudo não passa de uma brincadeira de mal gosto do Restabelecimento, o governo totalitário que controla o mundo e que tem plena noção do que ela é capaz.
- Você não pode me tocar - sussurro.
Estou mentindo; é o que não digo a ele. Ele não pode me tocar; é o que nunca lhe direi. Por favor, toque-me; é o que quero lhe dizer.
Mas coisas acontecem quando as pessoas me tocam.
Coisas estranhas.
Coisas ruins.
Coisas mortas.
Aos poucos, Adam consegue se aproximar um pouco mais de Juliette, que o ensina como é a vida ali na prisão, enquanto ela tenta não demonstrar que sabe quem ele é. Ela se lembra dele, ela o conhece desde criança. Eles não eram amigos, mas ele era o único que não a tratava como um monstro.
Ele tira a camisa e eu não sei para onde olhar.
Surpreendo-me a mim mesma no painel de vídeo e aperto os olhos e pisco quando algo se agita bem próximo. Seus dedos estão a um instante de meu rosto e eu estou pingando queimando derretendo por antecipação.
– Você não tem de desviar o olhar – diz ele. Ele diz isso com um sorrisinho do tamanho de Júpiter.
Estranhamente, Juliette é libertada de sua prisão. O Restabelecimento tem planos para ela; ela pode ser a arma deles e ser livre, ou pode continuar sendo quem ela é, presa. A oferta vem de Warner, o líder do setor onde Juliette é levada. Tão misterioso quando Adam, que ela descobre ser um soldado do Restabelecimento, Warner não mede esforços para conseguir o que quer e, naquele momento, tudo o que ele mais quer é Juliette.

Enquanto Warner tenta persuadi-la, Juliette cada dia se envolve mais e mais com Adam, descobrindo novos sentimentos e segredos que permeiam tanto seu passado, quanto seu presente e futuro. 
A verdade é uma amante maldosa e ciumenta que nunca dorme.
Estilhaça-me é tão tão tão tão tão impressionante que me faltam palavras para descrever o quanto eu gostei desse livro. Desde que a editora divulgou que iria lançá-lo, aguardei-o ansiosamente e o devorei assim que chegou. Já o li duas vezes e durante as duas vezes a leitura foi frenética e impossível de largar.

Sendo o romance de estréia de Tahereh Mafi, posso dizer que ela acertou em cheio na forma como criou Estilhaça-me. Não digo isso pela história em si, que também é incrível, mas pela forma como a autora narra o livro, pela visão de Juliette. O livro é repleto de frases riscadas (até um capítulo inteiro), numa forma de demonstrar a confusão que é a mente de Juliette. Além de tudo, nós nos apegamos tanto ao livro que os sentimentos da personagem passam a ser os nossos; raiva, frustração, desespero, alívio... sentimos tudo o que Juliette sente.

Nem sempre gosto de personagens principais, que, às vezes, tendem a serem chatos, mas gostei de Juliette de cara, tanto pelo seu poder (sim, sou apaixonado por super poderes) quanto por sua personalidade; mesmo aprisionada e abandonada, ela nunca se deixou corroer pelo seu dom; ela nunca o viu como uma benção, uma forma de se vingar de todos que lhe fizeram mal. Para ela, seu poder sempre foi uma maldição.

Na história do livro, a distopia quase pós-apocalíptica governada pelo Restabelecimento está bem equilibrada com a promessa de um romance que deveria ser impossível, mas em Estilhaça-me (que é só o primeiro livro da série, lembrem-se!) o foco do livro se torna um pouco mais o passado e o dom de Juliette.

Resumindo tudo, Estilhaça-me é um romance impressionante (cujos direitos cinematográficos já foram vendidos para a Fox). A escrita da autora é impecável (confusa no começo, mas depois que você entende, você ama!) e prende o leitor. O final do livro é instigante, fazendo você desejar logo pela continuação. A capa é muito linda (a antiga também era bonita, mas essa é mais!) e a diagramação da Novo Conceito ficou perfeita. Estilhaça-me é o tipo de livro que merece ser lido por todo bom leitor e que necessita de aplausos (de pé, por favor!). 
Sedutor, intenso e cheio de romance. Estou com inveja. Não conseguia parar de ler.
- Lauren Kate.



7 comentários

Write comentários
29 de maio de 2014 06:29 delete

Oi Henrique, tudo bem?

Eu sou parceira nova da NC e receberei Incendeia-me haha Acredita? Mas ainda nem li o primeiro e o segundo :o Por isso eu vou sair pra comprar hoje e sua resenha me animou muito! Bom ver que gostou tanto do livro quando da personagem principal... Ótima resenha!

Beijos
www.estantedasfadas.com.br

Reply
avatar
29 de maio de 2014 10:43 delete

Bem...
Eu tenho esse primeiro livro, comecei a ler, e como você mesmo disse, achei o começo tão confuso que acabei deixando ele de lado, e dei prioridade para outras leituras. Mas calma não me condene, vou ler ele, só preciso fazer como Jogos Vorazes, ler com calma e no tempo certo kkkkkk.
Adorei a resenha.

Abraços
Vivi

Reply
avatar
Henrique M.
AUTHOR
29 de maio de 2014 10:46 delete

Oi, Carol. Também recebi Incendeia-me! Logo sai a resenha. Espero que você goste tanto quanto eu!

:)

Reply
avatar
Henrique M.
AUTHOR
29 de maio de 2014 10:49 delete

Haha, Vivi... acho que você não é muito fã de distopias não, hein!

xD

Reply
avatar
30 de maio de 2014 05:44 delete

Eu gosto desses romances pós apocalipticos e sua resenha só aumentou e muito minha vontade de ler essa trilogia, eu tenho esse primeiro livro aqui, acho que o terceiro lançou esses dias, ou vai lançar, enfim vou ver se consigo todos pra começar a ler e poder ler tudo de uma vez.

Reply
avatar
30 de maio de 2014 10:00 delete Este comentário foi removido pelo autor.
avatar
Unknown
AUTHOR
30 de maio de 2014 20:06 delete

Eu acho a sinopse dessa serie muito boa e já tem tempo que quero começar a ler... mas sempre começo com uma outra leitura completamente diferente.

Reply
avatar

Obrigado por comentar!