Resenha: Seis Coisas Impossíveis

17:03 2 Comments A+ a-






Livro: Seis Coisas Impossíveis

Autor: Fiona Wood
ISBN: 9788581633251
Editora: Novo Conceito

Dan Cereill levou um encontrão da vida: seu pai faliu, assumiu que é gay e separou-se de sua mãe, tudo de uma vez só. Enquanto isso, sua mãe recebeu de herança uma casa tombada pelo patrimônio histórico que cheira a xixi de cachorro, mas que não pode ser reformada... E, agora, Dan está vivendo em uma casa-relíquia que parece um chiqueiro, com uma mãe supertriste e sem conseguir falar com o pai — que ele ama muito. Suas únicas distrações são sua vizinha perfeita, Estelle, e uma lista de coisas impossíveis de fazer, como: 1. Beijar a garota. 2. Arrumar um emprego. 3. Dar uma animada na mãe. 4. Tentar não ser um nerd completo. 5. Falar com o pai quando ele liga. 6. Descobrir como ser bom e não sair abandonando os outros por aí... Mas impossível mesmo será: 1. Não torcer para que Dan supere seus problemas. 2. Não rir muito com os devaneios dele. 3. Não querer ter um cachorrinho como Howard. 4. Não desejar que a mãe de Dan encontre a felicidade. 5. Parar de ler este livro. 6. Não querer abraçar o livro depois de tê-lo terminado...

Dentre os lançamentos da Novo Conceito desse mês, Seis Coisas Impossíveis foi um dos poucos que me interessou. Gostei da história, achei divertida e pensei "porquê não?".

Nele, conhecemos Dan Cereill (se pronuncia "surreal" e não "cereal"), que acaba se mudando para uma casa nova (que fede a xixi de cachorro), deixada como herança temporária para sua mãe pela sua tia Adelaide, a qual eles ainda tem que dividir com um rapaz que mora numa espécia de celeiro nos fundos. 

A mãe de Dan pode viver na casa, mas após sua morte a mesma será entregue a uma instituição. Tudo isso não ajuda em nada, pois eles só se mudaram para lá porquê o pai de Dan largou a família, anunciou que estava falido e largou a bomba de que era gay. Mas acho que a bomba maior foi a falência.

Vivendo, então, na nova casa, com um novo parceiro, Howard, um cãozinho chegando na meia idade (parte da herança), Dan "conhece" Estelle, que acha ele esquisito por ficar encarando ela e não sabe que ele leu seus diários (Dan descobriu que seu sótão é colado com o dela e, depois que descobre uma passagem entre os dois, acaba entrando no santuário dela e lendo o que não deve). 

A partir daí Dan faz uma lista com seis coisas que ele julga impossíveis:
  1. Beijar a garota.
  2. Arrumar um emprego.
  3. Dar uma animada na mãe.
  4. Tentar não ser um nerd completo.
  5. Falar com o pai quando ele liga.
  6. Descobrir como ser bom e não sair abandonando os outros por aí.
Estranhamente, todas as listas de Dan tem seis itens (pelo menos todas as listas que tem no livro). O caso é que, de certa forma, ele vai conseguindo desenvolver os itens da lista. Dan é um garoto tímido e muito cativante que tem um sério caso de fazer lista para tudo. Eu gostei dele e adoraria ser amigo dele. Já o livro tem uma escrita também cativante e até divertida, mas não entrou para minha lista da favoritos. O personagem que mais gostei foi de longe o Howard (leiam e irão entender!). 

Espero que tenham gostado da resenha e da história do livro. Adicionem ele à sua lista de livros para ler! Se já leu, me conte sua opinião! 



   












2 comentários

Write comentários
Anônimo
AUTHOR
29 de outubro de 2013 13:45 delete

O livro parece ser bem interessante, deu até vontade de ler haha.
Adorei a resenha, ficou bem legal :)
refugio--literario.blogspot.com.br

Reply
avatar
1 de novembro de 2013 14:05 delete

Pela capa, eu não tinha me interessado muito nem por ler a sinopse mesmo. Mas né, nunca devemos julgar um livro pela sua capa. E pra comprovar isso, sua resenha mostrou a história é muito boa, e tem jeito de ter um grande potencial! Gostei bastante, e quando puder, com certeza lerei *-*

xx Carol
http://hangoverat16.blogspot.com.br/

Reply
avatar

Obrigado por comentar!