[RESENHA] Blackbird, A Fuga

10:54 1 Comments A+ a-


BLACKBIRD, A FUGA
Autora: Anna Carey
ISBN: 9788576838739
Editora: V&R Editoras
Blackbird #1

SKOOB | Compre na SARAIVA 

Você acorda nos trilhos de um metrô. Sem saber quem é, ou como foi parar ali, tem consigo apenas uma mochila com materiais, um número e um aviso: não chame a polícia. Tudo o que você sabe está numa lista que você fez: está em Los Angeles, acordou nos trilhos de um metrô, é uma garota com cabelos negros, tem um pássaro negro tatuado no pulso com o código  FNV02198 e estão tentando matá-la.

Mesmo sem saber o que exatamente está acontecendo e qual o porquê de tudo isso, você sabe que está correndo perigo, e este parece vir de onde você menos espera. Sem alternativas, você parte em busca de respostas sobre quem você é e porquê estão tentando matá-la... tudo isso sendo o mais cuidadosa possível, sem saber em quem confiar, pois um passo em falso pode custar sua vida.

Sentia as palavras nos lábios….estou sendo caçada.
Diferente de tudo que já li, Blackbird me chamou a atenção de cara pela capa (óbvio) e pela premissa; parece meio clichê, mas acredite: não é. E então, quando finalmente comecei a ler, fui surpreendido pela narrativa, escrita em segunda pessoa, como eu fiz no resumo. No livro, a autora coloca você no lugar da personagem; você está sendo caçado, não sabe nada e passa pelas mesmas angústias que a personagem passa. Você se sente parte da história. E, apesar de incomodar no começo, me acostumei logo e achei isso genial.

A trama, como eu comentei, pode parecer clichê, mas não é. Anna Carey conseguiu dar seu toque pessoal na história e em momento algum tive aquela sensação "eu acho que já vi isso em algum lugar". Mesmo sendo um livro relativamente pequeno (pouco mais de 200 páginas), a trama se desenvolve bastante e o livro é repleto de ação, além do ritmo acelerado que fisga o leitor.

A personagem se mostra uma garota e tanto: forte, corajosa e surpreendente. Mesmo sem memórias, suas ações são bem inteligentes, calculadas e agéis. Gostei bastante dela. Poucos personagens aparecem com uma maior frequência, então ela se destaca bastante.

Blackbird é um thriller de ritmo ágil, cheio de ação, intrigas e segredos. É um livro bem desenvolvido e bem escrito, com uma narrativa envolvente e fluída, além de um final que deixa o leitor ansioso pelo próximo livro.

Ele é o primeiro volume de uma duologia, cujo segundo livro, Deadfall, foi lançado recentemente pela V&R. Capa, diagramação e todo o trabalho visual do livro ficaram incríveis. 




1 comentários:

Write comentários
Paula
AUTHOR
5 de novembro de 2015 18:50 delete

Quero ler, parece ser incrível, super misterioso e original, pelo que vc disse. Dá aquela curiosidade em saber o porquê da lista, da tatoo e código. Tem um quê de espionagem ... sem falar que a capa está demais! Quero muito!

Reply
avatar

Obrigado por comentar!