[RESENHA] Prometo Falhar

12:21 1 Comments A+ a-


PROMETO FALHAR
Autor: Pedro Chagas Freitas
ISBN: 9788581637495
Editora: Novo Conceito

| cedido em parceria com a editora |

SKOOB | Compre na SARAIVA


‘‘prometo falhar’’

Foi a única promessa que ele fez, toda uma filosofia em duas palavras, eu não acreditava na possibilidade da perfeição, nem sequer fazia o que quer que fosse para alcançá-la, pois se não existe por que haveria de procurá-la?, e se deixava viver pelo que tinha à frente, as opções todas, as portas todas, havia sempre uma hora ideal para a felicidade e era sempre agora, o amor só existe quando alguém desiste de ser perfeito.

Nesse mundo de ficção, é comum nos depararmos com as mais diversas histórias de amor: singelas ou nascidas para estampar telas de cinema mundo afora. E, apesar de não ser exatamente o maior fã de romances açucarados e irreais, não vejo isso como um ponto negativo, afinal, é importante que existam livros para todos os tipos de leitores. Mas o que mais me chamou atenção nesta obra em particular do Pedro Chagas Freitas é que, apesar de a proposta ser bem igual a tantas outras — até certo ponto —, é também total e absurdamente diferente. Viva o amor real, ele sugere. E que amor seria esse?, me pergunto, e dificilmente penso que seja um daqueles perfeitos que tanto vemos em filmes e páginas. E é através de suas palavras, nesse não tão pequeno conjunto de seus mais diversos escritos, que este gajo nos mostra que o amor real é falho, mas não menos belo; tem mil facetas e raramente acontece da mesma forma; que pode ser seu décimo amor ao invés primeiro; estar em um rosto que te acompanhou a vida inteira e você, incrivelmente, nunca atentou – até notar; que esse amor real também está nas pequenas coisas: numa página em branco ou uma cheia de palavras, na saudade, mas principalmente: em si mesmo — e mesmo esse é falho.

A escrita do Pedro é capaz de te fazer sentir. Poderia citar dezenas de outros adjetivos, mas esse basta, porque é o mais real dentre todos, uma vez que durante essas 400págs. ele tenta — e consegue — te proporcionar a maior gama de sentimentos possíveis, enquanto te mostra que há mais tipos de amor do que conseguimos imaginar: inclusive alguns que podem te ser desagradáveis, mas nem por isso menos reais. O Pedro Chagas te sacode, na esperança de que ao voltar ao seu normal, você possa enxergar mais do que antes: novos ângulos e facetas. Ensina, mas também promete falhar, por saber que o erro das pessoas é procurar o que não existe.

A adaptação do livro do português de Portugal para o nosso foi muito bem-feita e tudo, da diagramação aos meios de divulgação da obra, encanta. Quanto à leitura desse tipo de obra, para mim, sempre é melhor alternada – ou surpresa, pois, por não precisar ser exatamente sequenciada, você pode sentar e ler um ou dois textos e alternar com algum outro livro, para que não se torne enfadonha. Ou simplesmente abrir o livro em uma página aleatória e ver o que o destino quer que você leia naquele momento. O importante mesmo é se deixar tocar, sentir, amar e, por que não, falhar. Viva o amor real!

Prometo falhar. Sem hesitar. Prometo ser humano, aqui e ali ser incoerente, aqui e ali dizer a palavra errada, a frase errada, até o texto errado, aqui e ali agir sem pensar, para que raios serve pensar quando te amo tão desalmadamente assim? Prometo compreender, prometo querer, prometo acreditar. Prometo insistir, prometo lutar, descobrir, aprender, ensinar. Tudo para te dizer que prometo falhar. E Deus te livre de não me prometer o mesmo.



Prometo Falhar é um livro que fala de amor. O amor dos amantes, o amor dos amigos, o amor da mãe pelo filho, do filho pela mãe, pelo pai, o amor que abala, que toca, que arrebata, que emociona, que descobre e encobre, que fere e cura, que prende e liberta. Em crônicas desconcertantes, Pedro convida o leitor a revisitar suas próprias impressões sobre os relacionamentos humanos.






1 comentários:

Write comentários
Érika Rufo
AUTHOR
1 de novembro de 2015 08:58 delete

Eu já era apaixonada pela capa desse livro e agora lendo sua resenha fiquei muito curiosa, pois parece ser um livro maravilhoso!!
Só esse trecho que vc postou já me conquistou de vez!!

Reply
avatar

Obrigado por comentar!